terça-feira, 25 de junho de 2013

Sobre as Manifestações

Por Jorge Luiz Souto Maior                                                                                                             

A juventude que foi às ruas, ainda que boa parte dela tenha sido impulsionada por um apelo apartidário e despolitizado, está na base material das discussões e possui um conhecimento que impede que seja tratada como mera massa de manobra; de forma surpreendente para muitos, possui propostas que vão muito além daquelas a que tem chegado a esquerda burocratizada. Os teóricos governistas, da direita e a grande mídia, por sua vez, disseram a mesma coisa, querendo dominar o movimento numa perspectiva conservadora, destacando, unicamente, alguns pequenos problemas, numa perspectiva pontual. 

Por Fernando Silva
Isto é uma ascensão de lutas, que está mudando a relação de forças e questionando tudo, inclusive a institucionalidade, tal como instalada. Por suas características massivas, já superam o Fora Collor e podem começar a entrar no bojo das comparações com as Diretas Já. É uma revolta contra tudo, uma “revolução da indignação em andamento”. Dito isto, não significa que é um passeio, uma via de mão única para a esquerda ou em direção a um processo revolucionário linear. Nada disso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

21 DE SETEMBRO: DIA NACIONAL DA LUTA DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA.

O dia 21 de setembro no Brasil, é o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência. Essa data foi oficializada em 2005 pela Lei Nº 11.133,...