Expedição busca local de massacre de índios tapuias em 1825 perto de Viçosa-RN

Foi realizado no dia 10 de Maio, uma expedição ao local onde em 1825 aconteceu um grande massacre, setenta jovens foram assassinados e enterrados em terras viçosense. A equipe estava coordenada pela historiadora descendente dos Tapuias, Lucia Tavares, e os demais membros colaboradores Elizaias Tavares, coordenador do SCFV, e Dudé, um grande conhecedor das matas viçosenses.  
Os paiacus são um grupo indígena que habita o estado brasileiro do Ceará. Também conhecidos como tapuias e, jaracus, habitavam a região compreendida entre o rio Açu, na Chapada do Apodi no Rio Grande do Norte e o baixo Jaguaribe no Ceará.
A equipe logo nas primeiras horas da manhã saiu em busca do local onde na época tinha o nome de Cansanção (nome dado a um tipo de planta). O local fica perto da primeira estrada do período colonial que ligava o sitio Viçosa à Vila de Portalegre, como conta no livro do historiador Valter de Brito Guerra.
Eis um trecho: “Uma manhã, os índios reuniram-se, atacaram a vila de Portalegre, travando uma luta com os moradores, da qual resultou a morte do Delegado de Policia, Capitão Bento Inácio de Bessa e o suicídio do Coronel Vieira de Barros. Restabelecida a ordem, foram os índios presos e algemados, seguindo escoltados para a cadeia da cidade de Natal. Ao chegarem ao pé da serra, entre o Sítio “Viçosa” e Vila de Portalegre, levantaram uma grande cruz, e depois de rezarem um terço, foram os prisioneiros passados pelas armas”.
Quem viajar entre o sítio “Viçosa” e Portalegre verá próxima à estrada a cruz e as sepulturas daqueles que foram os primeiros povoadores deste sertão.
A equipe encontrou o local e lá fizeram a limpeza de sete sepulturas, dos setenta jovens índios Tapuias assassinados e enterrados na cidade de Viçosa. O local está sendo preservado e vai ser reconhecido depois da visita de um arqueólogo, que virá ao município verificar a veracidade das informações. Essa expedição teve o apoio total da Prefeitura Municipal de Viçosa, que cedeu pessoal e maquinas para ajudar na limpeza.

Para a SEMTHAS, é importante resgatar e eternizar as histórias das pessoas que fizeram parte da história de Viçosa.






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DALVA VIEIRA ASSUME NOVAMENTE A PASTA DO TRABALHO, HABITAÇÃO, MEIO AMBIENTE E ASSISTÊNCIA SOCIAL DE VIÇOSA

Mensagem de pesar pelo falecimento da Sra.Teresinha Martins Silvério

Viçosa comemora pela segunda vez o reconhecimento do Selo UNICEF.