Municípios têm até dia 30/09 para responder questionário sobre segurança alimentar e nutricional

Os gestores municipais têm até o dia 30 de setembro para preencher as informações do Mapeamento de Segurança Alimentar e Nutricional (Mapeamento SAN), criado para fortalecer o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan). Com a iniciativa, será produzido um diagnóstico das ações e programas dos governos municipais, dos equipamentos públicos e das estruturas existentes. Também será possível analisar a participação da sociedade civil em relação às ações do setor.
De acordo com o coordenador geral de Apoio à Implantação e Gestão do Sistema Alimentar e Nutricional, doOs gestores municipais têm até o dia 30 de setembro para preencher as informações do Mapeamento de Segurança Alimentar e Nutricional (Mapeamento SAN), criado para fortalecer o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan). Com a iniciativa, será produzido um diagnóstico das ações e programas dos governos municipais, dos equipamentos públicos e das estruturas existentes. Também será possível analisar a participação da sociedade civil em relação às ações do setor.
De acordo com o coordenador geral de Apoio à Implantação e Gestão do Sistema Alimentar e Nutricional, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Élcio Magalhães, o mapeamento apoiará a definição e a reorganização de políticas públicas.
“A partir destas informações, poderemos desenhar melhor os eixos de ação para fortalecer a Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. As prefeituras e governos estaduais também poderão utilizar os dados para aprimorar a gestão de modo a garantir o direito à alimentação adequada”, ressalta.
Promovido pela Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan Nacional), o mapeamento está organizado em três eixos: identificação do órgão gestor, gestão da Política de Segurança Alimentar e Nutricional e Controle Social, além de questões sobre os equipamentos públicos.
A mobilização para participar do diagnóstico será feita pelas Câmaras Intersetoriais de Segurança Alimentar e Nutricional e pelos Conselhos de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) estaduais, além da Caisan Nacional  – presidida pelo MDS. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Élcio Magalhães, o mapeamento apoiará a definição e a reorganização de políticas públicas.
“A partir destas informações, poderemos desenhar melhor os eixos de ação para fortalecer a Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. As prefeituras e governos estaduais também poderão utilizar os dados para aprimorar a gestão de modo a garantir o direito à alimentação adequada”, ressalta.
Promovido pela Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan Nacional), o mapeamento está organizado em três eixos: identificação do órgão gestor, gestão da Política de Segurança Alimentar e Nutricional e Controle Social, além de questões sobre os equipamentos públicos.
A mobilização para participar do diagnóstico será feita pelas Câmaras Intersetoriais de Segurança Alimentar e Nutricional e pelos Conselhos de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) estaduais, além da Caisan Nacional  – presidida pelo MDS.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DALVA VIEIRA ASSUME NOVAMENTE A PASTA DO TRABALHO, HABITAÇÃO, MEIO AMBIENTE E ASSISTÊNCIA SOCIAL DE VIÇOSA

Mensagem de pesar pelo falecimento da Sra.Teresinha Martins Silvério

Viçosa comemora pela segunda vez o reconhecimento do Selo UNICEF.