Entrada de Famílias no Programa

Para entrar no Programa Bolsa Família, a família precisa ter seus dados inseridos e atualizados no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. O cadastramento é realizado exclusivamente pelos municípios, sob responsabilidade do Gestor Municipal, que deve orientar as famílias sobre o funcionamento do Programa.
A inclusão da família no Cadastro Único não garante a entrada automática no Programa Bolsa Família, pois o Cadastro abrange um público mais amplo. Nele estão, por exemplo, famílias que possuem renda maior do que aquela definida como limite para receber o Bolsa Família. Mas, ao se inscrever, a família pode ter acesso a uma série de programas sociais que usam os dados do Cadastro, como, por exemplo, o Pronatec, a Tarifa Social de Energia, o Minha Casa, Minha Vida, a Carteira do Idoso, as Cisternas, entre outros.
Serão habilitadas a entrar no Programa Bolsa Família as famílias:
  • Com cadastros atualizados nos últimos 24 meses;
  • Com renda mensal por pessoa menor ou igual ao limite de extrema pobreza (R$ 70,00); e
  • Com renda mensal por pessoa entre os limites de extrema pobreza e pobreza (R$ 70,01 e R$ 140,00), desde que possuam crianças e/ou adolescentes de 0 a 17 anos na sua composição.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mensagem de pesar pelo falecimento da Sra.Teresinha Martins Silvério

GRUPO DE CAPOEIRA FORTALECENDO VÍNCULOS DO SCFV PARTICIPA DE CAMPEONATO EM TABOLEIRO GRANDE-RN

Viçosa realizará II Fórum Comunitário do Selo UNICEF