terça-feira, 2 de julho de 2013

Dia do Bombeiro Brasileiro


No dia 2 de julho de 1856, foi assinado por D.Pedro II,  o decreto nr. 1.775, que regulamentava pela primeira vez o serviço de extinção de incêndios no Brasil.  Nesta época, ao som do badalar dos sinos, os incêndios eram apagados "mão-a-mão", ou seja, era feita uma corrente de pessoas, ficando a primeira na beira de um poço enchendo os baldes de água e as demais, passando adiante. Neste trabalho, eram engajadas todas as pessoas, velhos, moços e até crianças. 
Os primeiros 10 bombeiros foram treinados a trabalhar precariamente, em um carro puxado por cavalos onde carregavam as pipas d"agua. Somente em 1887 é que os bombeiros passaram a receber equipamentos de boa qualidade, entre eles uma bomba com mangueira. Já em 1891, houve um aumento considerável no efetivo de homens, e até 50 aparelhos telefônicos foram instalados para facilitar e agilizar o serviço. Além da cavalaria, foram também adquiridas seis bicicletas para fazer a ronda. Nesta época, utilizavam-se cornetas para fazer os alarmes. Na atualidade, os bombeiros desenvolvem muitas outras funções, além do combate ao fogo. Eles socorrem vítimas de catástrofes naturais, resgatam cães e gatos presos em árvores ou telhados, e também atendem chamados para capturar animais soltos que oferecem perigo à população, como leões que fogem de circo, cobras, aranhas, etc... Como "anjos da guarda" não têm folga, os bombeiros trabalham 24 horas por dia e comemoram o dia 2 de julho trabalhando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Viçosa realiza reunião com a Equipe do Diagnostico do selo UNICEF - edição 2017-2020

Aconteceu no ultimo dia 12 de julho uma reunião da Equipe do Diagnostico do Selo Unicef, no CRAS. O grupo se reuniu para ajustar detal...